10 MOTIVOS PARA VISITAR A COSTA RICA

A Costa Rica é um dos países mais apaixonantes e exóticos da América Central, é um destino Pura Vida! Também conhecido como Jardim do Éden, é um verdadeiro paraíso para os amantes da natureza e da sustentabilidade! Veja porque investir neste destino!

1. HOTÉIS BOUTIQUE RÚSTICOS E AUTÊNTICOS

Essas propriedades estão na mesma vibração do seu entorno marcado por uma natureza exuberante. Esses hotéis boutique são rústicos, com todo  o conforto e a excelência no atendimento. Muitos, ainda, têm foco na gastronomia orgânica! Grande parte desses hotéis são administrados por europeus que foram arrebatados pela natureza exuberante do país. Como exemplo, trazemos o Nantipa em Santa Teresa – mesma praia onde a Gisele Bündchen tem uma casa de veraneio. Membro da Small Luxury Collection, esse hotel boutique tem apenas 15 quartos super iluminados e belíssimos.

 

2. CAMPEÃ QUANDO O ASSUNTO É BIODIVERSIDADE

A Costa Rica é o país com maior biodiversidade da América Central e o fato de ocupar territorialmente somente 0.03% do planeta e possuir 5% da biodiversidade mundial, faz a Costa Rica a campeã mundial em concentração territorial no quesito biodiversidade. Os pássaros são um capítulo à parte: são 915 espécies no país, migratórias e endêmicas. Quase a mesma quantidade das espécies encontradas nos Estados Unidos e Canadá juntos.

 O país é um verdadeiro paraíso para os observadores de pássaros e amantes de passeios ecológicos. Devido a localização central da Costa Rica, entre a América do Sul e do Norte, o país é conhecido como a República das aves, devido ao grande fluxo migratório.

 3. A “SUÍÇA” DA AMÉRICA CENTRAL

Não somente pelo seu conjunto montanhoso, mas também por sua relativa prosperidade e neutralidade política, a Costa Rica ganhou esse apelido. Na década de 1940, foi abolido o exército e os gastos com qualquer aparato militar, e aumentou o investimento na educação. Desde então, seu povo se orgulha de ter mais professores do que militares. Hoje, tem um governo democrático e progressista que aposta em tecnologia como alternativa a exportação de produtos primários.

Na contramão da tendência latina, a democracia reina no país e atitudes arrojadas negam o conservadorismo. Por exemplo, há mais mulheres do que homens no parlamento; a vice-presidente é, inclusive, negra; a educação é pública e o acesso à saúde é universal inclusive com clínicas instaladas em pequenos povoados. A Costa Rica ainda se orgulha de ter o mais baixo índice de analfabetismo da América Latina (em torno de 3%). Esses fatores refletem na amabilidade do seu povo e o sorriso sempre franco e acolhedor.

4. RESPEITO A NATUREZA E AO TURISMO SUSTENTÁVEL

Até a década de 1970, a natureza era deixada de lado em detrimento da produção agrícola de larga escala. Porém, hoje a situação mudou: 25% do seu território são de Parques Nacionais protegidos.

O Instituto Costarriquense de Turismo (ICT) lidera um programa de certificação (CST), que avalia o compromisso com a conservação ambiental das empresas de turismo. Essa nota vai de 0-5 (folhas verdes).Até 2021, a Costa Rica pretende eliminar todo o plástico descartável do país e diminuir os níveis de CO2.

5. DOIS MARES: PACÍFICO E CARIBE

O país está ao leste do mar do Caribe e a oeste do Pacífico. O lado do Pacífico guarda as praias mais cobiçadas da Costa Rica! No lado do Caribe, destacam-se as praias próximas à Limón. Já quando pensamos no Pacífico, há duas regiões principais: o norte e o sul. Na região norte, a Península do Papagayo é a principal região com 3 hotéis de alto padrão: El Mangroove, Andaz e o Four Seasons. Essa região é servida pelo Aeroporto Internacional de Libéria. Já no Pacífico Sul, tem regiões ainda inexploradas e com excelente infraestrutura com hotéis boutique, destacam-se: Parque Nacional Marina Ballena, Parque Nacional Manuel Antonio, Uvita, Península de Osa e  Corcovado. 

6. VULCÕES ADORMECIDOS E ATIVOS: PURA ADRENALINA

Considerada uma das zonas mais vulcânicas do mundo, a Costa Rica tem sete vulcões ativos e uma centena de inativos. Os principais, para o turismo, são:

O Vulcão Turrialba fica próximo a San José. É um vulcão ativo e de difícil acesso, por isso mesmo pouco visitado. O Vulcão Irazú, próximo ao Turrialba, é o vulcão com mais altitude e mais ativo da Costa Rica. No seu interior, tem um lindo lago de cor esverdeada, cartão postal do país (melhor visitar o vulcão de manhã, pois ele tende a ficar encoberto). O Vulcão Poás pode ser visitado em um bate e volta desde San José. Em seu interior há um lago de cor azul turquesa. Vulcão Arenal é o mais visitado do país. Tem um formato cônico típico e quase sempre está encoberto. Como o vulcão é ativo não se pode chegar muito perto dele. O Parque Nacional Arenal está há 3 horas de carro desde San José e há vários hotéis ao redor com foco em banhos termais.

As trilhas no meio da mata são de pura imersão na natureza. A cidade de La Fortuna nas proximidades do vulcão Arenal tem excelentes restaurantes, lojas de artesanato e hotéis.

7. MOVIMENTOS MIGRATÓRIOS

Entre agosto e novembro se pode observar a migração dos pássaros: são mais de 950 espécies (deslocando-se do mar do Caribe para as montanhas). Já a migração das tartarugas acontece entre julho e outubro. No Pacífico Sul, entre julho a outubro, é a vez das baleias irem em busca de águas mais quentes. Para observá-las, os melhores pontos são: Uvita, Península Osa e Dominical. De dezembro a março é possível avistar baleias. Golfinhos podem ser vistos em diversos pontos da Costa Rica durante todo o ano, contudo, nadar com eles é proibido na Costa Rica (ainda bem!).

8. ALIMENTAÇÃO ORGÂNICA E UM DOS MELHORES CAFÉS DO MUNDO

Frutas, vegetais e feijão: a base da alimentação na Costa Rica é muito similar a comida típica brasileira. É possível fazer passeios para fazendas orgânicas e muitos hotéis servem somente alimentos  sem agrotóxicos.

Antes do turismo se tornar protagonista na economia da Costa Rica, quem dominava a pauta era o café. As primeiras mudas vieram da Jamaica e se adaptaram muito bem a região de Alajuela, no norte do país. Lugar que ainda hoje concentra as maiores plantações do país. Próximas a capital se organizam visitas a pequenas fazendas produtoras de café; a colheita é ainda manual respeitando o meio ambiente.

9. PAÍS PEQUENO, MAS COM MUITO PARA SE FAZER E CONHECER!

Em 7 noites se pode visitar: Tortuguero e seus canais; o Vulcão Arenal e suas águas termais e curtir os trekkings nas trilhas de lava sedimentada; visitar Monteverde e caminhar pelo seus famosos bosques nublados cheios de atividades radicais; curtir a bela praia de Manual Antonio e seu Parque Nacional; ir a Guanacaste e explorar os seus 700 quilômetros de Costa.

10. SURF E GOLF: NICHOS CLÁSSICOS

Na Costa Rica, há ondas o ano inteiro esperando pelos surfistas de diferentes níveis técnicos. De novembro a março o destaque é o surf no mar do Caribe. Já de abril a novembro, a Costa do Pacífico, com as praias de Pavones até a Praia Negra (no sul de Tamarindo), são o point dos surfistas.

São vários campos de golf no país. Destacam-se: Guanacaste, incluindo o Four Seasons na Ilha do Papagayo, além de opções no Vale Central. No Pacífico, os melhores campos são os  da praia de Herradura.

A Costa Rica tem todos os ingredientes para tornar uma viagem inesquecível. O país é a natureza em seu estado mais puro, preservada como em poucos lugares ainda no mundo! Esse pequeno país pacífico, transborda biodiversidade e inspira os viajantes a seguirem sua filosofia de vida simples e equilibrada ao voltar para casa!