Cuba

 

 

 

Mais bonitas que ela, somente Veneza e Paris. Ao menos na opinião do Nobel da Literatura, Ernest Hemingway, que morou em vários países e visitou outros tantos antes de escolher Havana, a capital de Cuba, como endereço. O escritor norte americano viveu ali mais de 20 anos e não hesitou em dedicar ao povo cubano o Nobel que ganhou, em 1954. A mítica figura de Fidel Castro, o particular regime político da ilha, as restrições enfrentadas no país e a contagiosa alegria cubana são alguns dos mistérios da maior ilha do Caribe. Subjetivo, o conceito de beleza não é o mesmo para todos. Mas o litoral cubano, seja nos cayos, ao norte, ou na Isla de La Juventud, ao sul, é um desses lugares que igualam o conceito de beleza, obtendo entre aqueles que o admiram a unanimidade e arrancando um espontâneo “uau!”, quando se observa o verde azul de suas águas.

Localizada na região central do Caribe, Cuba tem mais de 110.000km² de natureza exuberante. Sua população é formada da mistura de diferentes culturas como a indígena, espanhola, africana e a chinesa, sendo um poço muito famoso por sua simpatia e hospitalidade.

 

 

Clima

 

O clima é predominantemente ensolarado e quente com temperatura de 27,5ºC. Por isso é importante levar roupas leves, chapéu, protetor solar, sandálias e tênis.

 

 

Culinária

 

A culinária cubana tem diversas influências, mas o prato típico constitui-se de: feijão preto, arroz branco, carne de porco assada, banana frita, mandioca fervida e salada de vegetais. Sobremesa: doce de alguma fruta com queijo e uma xícara de café.

 

 

Artesanato

 

Há diversas opções de presentes dentro do rico artesanato cubano: máscaras, cerâmicas, pinturas e a tradicional camisa típica, a guayabera. Dois dos mais famosos artigos, porém, são: o rum e os charutos, que oferecem melhores alternativas de compra nas próprias fábricas.

 

 

Despesas extras

 

São consideradas despesas extras:

- Consumo de itens do frigobar nos quartos;

- gorjeta;

- cofre;

- ligações telefônicas;

- lavanderia;

- serviços de massagem;

- salão de belza;

- compras, refeições e bebidas que forem feitas fora do sistema de alimentação escolhido/oferecido.

 

 

Telefonemas

 

- Para falar com o Brasil, com uma telefonista que fala em português, ligue para 900-990055;

- Para ligar do hotel para o Brasil o código é: 55 + código de aérea + telefone.

- Cuidado com as despesas extras, evite surpresas desagradáveis. Ligar dos hotéis é muito caro (cerca de US$ 5,00 por minuto) e não é possível ligar a cobrar.

 

 

Informações do Hotel

 

Deixe com seus familiares o telefone dos hotéis para qualquer emergência, o mesmo estará contido nos voucher Travel Workers.

 

 

 

 

Bagagem

 

- Além de roupas leves e trajes de banho, recomenda-se levar agasalhos para possíveis quedas de temperatura e trajes esporte fino (sem paletó) para entras em boates e shows.

- Produtos de beleza e higiene são escassos, por isso leve os seus.

- É permitido levar 2 malas por pessoa, totalizando 32 kg. + bagagem de mão de 5 kg. Excesso de bagagem acarretará uma sobretaxa de US$ 100,00.

- Não leve qualquer material cortante como: alicate de unha, tesoura, cortador de unhas e líquidos (cremes, xampu), eles serão barrados no aeroporto.

- Caso esteja usando algum medicamento, não esqueça de colocar em sua bagagem, medicamentos com tarja preta precisam da apresentação da receita médica.

 

 

Free Shop

 

Você pode comprar US$ 500,00 em produtos importados e mais US$ 500,00 no free shop.

 

 

Dicas Úteis para aproveitar melhor sua viagem a Cuba

 

Aproveite e conheça todos os encantos que Cuba oferece. A Travel Workers tem dicas importantes e necessárias para que sua viagem seja perfeita. Leia com atenção para evitar contratempos. Depois é só fazer as malas e boa viagem! Afinal de contas, você merece.

 

- Esteja no aeroporto 2h30 antes do horário do seu vôo;

- Verifique se está levando o passaporte;

- Menores podem viajar sem os pais, mas é necessária autorização dos responsáveis junto ao juizado de menores;

- Sugerimos comprar qualquer passeio opcional somente na Cubatur ou de outra empresa estatal (Cubanacan ou Gaivota). Normalmente essas empresas oferecem passeios opcionais com guias e ônibus próprios. Compras passeios opcionais de outras empresas, poderá gerar problemas com a prestação do serviço, além do mal atendimento ao cliente;

- A operadora ADV conta com um representante, o Sr. Ancelmo Azcuy (Tel: 53 7 640-8994 / Celular: 270-7304), que estará disponível em caso de urgência;

- Em Varadero, entrar em contato com Yusik Expósito (Tel: 53 7 61-4424) em caso de urgência.

 

 

 

Não Esqueça:

 

- Seu passaporte, ele é necessário na hora do embarque e para efetuar compras com seu cartão de crédito;

- Sua Tarjeta de Entrada (visto cubano) é emitido pela própria operadora;

- Recomendamos que leve Euros, e não dólares americanos, pois existe uma defasagem em relação ao dólar e peso cubano (CUC);

- Caso haja o interesse em fazer qualquer tipo de compras no aeroporto do Panamá (ou caso haja permanência no Panamá), não esqueça de levar dólar ou cartão de crédito, pois o dólar é a moeda corrente no país;

- Cartões Mastercard e Dinners Club são aceitos, desde que não sejam de bancos americanos. Lembre-se de verificar a validade de seus cartões antes de viajar;

- Não é aconselhável levar Travellers Checks, pois nada que seja norte-americano é aceito;

 

Informações Importante sobre a chegada no aeroporto de Havana (José Marti):

O nosso receptivo em Cuba é a Cubatur, que dispõe de um escritório, 24hs por dia, para receber os turistas no Aeroporto de José Marti. Os desembarques são feitos pelas portas “C” e “D”, que estão em posição contrária no aeroporto. O desembarque dos vôos da Copa Airlines é feito pela porta D e o escritório da Cubatur está localizado fora do aeroporto ao lado direito da porta de saída.

 

Muito importante:

Todos os passageiros que chegam a Cuba deverão dirigir-se ao escritório da Cubatur ou apresentar-se ao funcionário que poderá estar ao lado de fora do aeroporto em frente a porta de saída D, chamando por passageiros Cubatur  (eles chamam pelo nome da empresa e não pelo nome do passageiro, caso ele não esteja na porta, favor apresentar-se no escritório da Cubatur) para receber serviço de traslado do hotel.

 

Fuso Horário:

A diferença de horário é de duas horas a menos que o horário de Brasília.

 

Aparelhos Eletrônicos

- Não esqueça sua máquina fotográfica, filmes, pilhas, filmadora, etc.;

- Antes de embarcar é necessário registrar todos os aparelhos na Polícia Federal, no aeroporto;

Importante: não faça compras na conexão no Panamá na ida, pois aparelhos eletrônicos, como: celulares e notebooks não são permitidos em Cuba, portanto, serão retidos. Sugerimos que efetuem suas compras no Panamá, no vôo de volta ao Brasil.

 

 

Voltagem

Em Cuba a voltagem da rede eltrônica é de 220volts.

 

Segurança

- Tranque suas malas com cadeados;

- Chegando em Cuba, onde somente com cópia das páginas 1, 2 e 3 do seu passaporte e deixe o original no cofre do hotel;

- Evite levar jóias ou qualquer objetivo de valor.

 

 

Havana

 

Conhecer um pouco da história dos lugares que se visitam enriquece, sem dúvida, a experiência da viagem. Na fascinante capital de Cuba, isso é fundamental. Não apenas para ajudar a compreender o modo de vida dos habitantes dessa ilha especial, mas porque as marcas da história cubana podem ser conferidas pelas ruas de Havana como em poucos lugares do planeta. É que em Havana a história não é contada por meio das preservadas fachadas de edifícios históricos. Ao contrário. Está presente em cada um dos vestígios que o tempo deixou nessas fachadas, que podem ser conferidas em um passeio pelo Malecón, a avenida beira-mar da cidade, que liga de Miramar, endereço da hotelaria mais moderna de Havana, a Habana Vieja, o centro histórico da capital, tombado como Patrimônio da Humanidade pela Unesco.

Uma boa dica para começar a explorar a cidade é visitar o museu mais importante do país, o Museo de La Revolución, e descobrir um pouco mais da história especial de Cuba. Ou dirigir-se diretamente ao centro histórico, visitando a Praça de Armas, onde estão o Palácio dos Capitães-generais, que hoje funciona como Museu da Cidade, e o Castelo da Real Força. De lá, vale seguir para a Catedral de Havana, na Praça da Catedral e de onde já se pode avistar a Bodeguita Del Medio, bar freqüentado por Hemingway que encabeça o ranking das atrações mais visitadas na ilha. O escritor imortalizou também o La Floridita, onde seu drinque preferido era o “daiquiri”.

No bairro de Vedado, vale visitar a Universidade de Havana e do alto da escadaria central, avistar a Rua de São Lázaro, uma das mais movimentadas da cidade, que termina no Malecón. Os Paladares, restaurantes instalados em casas de famílias, oferecem a autêntica gastronomia cubana. Para mergulhar na cultura local, é preciso saber dançar. Ou, ao menos, apreciar música, combustível para a alegria cubana. A dança e a música são paixões do povo cubano e há várias casas de espetáculos em Havana. A mais tradicional é o Tropicana, espécie de cabaré onde a salsa é o ritmo que reina absoluto.

 

 

 

Varadero

Cento e quarenta quilômetros separam Varadero de Havana, razão principal para que o destino tenha se transformado na praia dos habañeros. O litoral cubano é incrível e, em Varadero, apesar da completa infra-estrutura que se instalou por lá desde os anos 50, não é diferente. A preservação do litoral cubano é inversamente proporcional ao desmatamento que se deu na ilha. Há poucas áreas verdes para serem apreciadas, mas a fartura da vida marinha atrai visitantes de todas as partes do mundo. Em Varadero, há resorts para todos os gostos e bolsos, a maioria deles all-inclusive. A noite de Varadero é animada pelos múltiplos sotaques dos turistas da cidade. Sobram discotecas, mas os ritmos que se ouvem ali variam pouco: rumba, salsa ou merengue.

Varadero está na Península de Hicacos, ligada ao continente por uma ponte levadiça. Alugar uma bicicleta é garantir um interessante modo de percorrer a península, que é uma sucessão de hotéis, restaurantes, bares e turistas – em grande quantidade. Para quem prefere algo mais exclusivo, vale sugerir a visita à Punta Hicacos, uma reserva natural. Há cavernas a serem exploradas, entre elas a Cueva Ambrosio, com pinturas pré-colombianas, uma área pantanosa e praias bastante isoladas.

 

 

Santa Clara

 

Cayo Ensenachos e Cayo Santa Maria Santa Clara é a capital da província cubana de Villa Clara,  na região central da ilha. Ficou famosa em 1958 por ter sido o cenário da última batalha liderada pelo mítico Ernesto Che Guevara na vitória contra a ditadura de Fulgêncio Batista. Por isso, é na cidade que está enterrado Guevara, no Mausoléu ao Che. Nos cayos Ensenachos e Santa Maria, o mergulho é o ponto alto, especialmente para os apreciadores de barreiras de corais, especialmente por serem águas tranqüilas em praias de areia branca. O Resort Royal Hideway Cayo Ensenachos é perfeito para viagens de lua-de-mel ou comemoração de datas especiais. É um empreendimento cinco estrelas que mima seus hóspedes. Em Cayo Santa Maria, as melhores opções hoteleiras são o Meliá Las Dunas e o Meliá Cayo Santa Maria, ambos cinco estrelas.

 

 

Ilha da Juventude e Cayo Largo

 

A segunda maior ilha do arquipélago cubano, Ilha da Juventude, com cerca de 2% do total do território do país, não está ligada a nenhuma província, funcionando como um município especial. Tem 80 mil habitantes e natureza privilegiada, especialmente submarina. Nas águas da ilha e de Cayo Largo já foram quebrados vários recordes quando assunto é “mergulho” e o destino está entre os mais desejados por mergulhadores de todo o mundo. Mas não só por eles. Atrai casais apaixonados, tanto em lua-de-mel quanto viajando para comemorar datas, que procuram os incríveis cenários desse pedaço especial do Caribe. Na primeira, o foco é realmente o mergulho e cresce a fama internacional do destino entre esse segmento. Em Cayo Largo, no entanto, o mergulho é um complemento, mas o destino é perfeito para quem quer curtir férias completas, descansando em meio ao conforto dos resorts locais.

 

 

Santiago de Cuba

 

Há quem compare Havana ao Rio de Janeiro e Santiago de Cuba a…Salvador! A cidade é considerada a mais musical, africana e apaixonada da ilha. Tem as festas de carnaval mais famosas do Caribe, a segunda maior população de Cuba e está espremida entre o mar e a famosa Sierra Maestra, parque nacional cubano com 38 mil hectares e dono do pico mais alto da ilha, Pico Turquino, com 1.974 metros. Os “santiagueros” são considerados os mais hospitaleiros de Cuba e se orgulham do fato de que o rum cubano nasceu ali, assim como o “son”, estilo musical do qual se originou todos os demais ritmos cubanos. Entre as atrações que devem ser visitadas estão o Parque Céspedes, praça principal e ponto de partida para conhecer o caótico centro da cidade. A Catedral de La Asunción e percorrer a Calle Heredia também fazem parte de qualquer visita à cidade.

 

 

Camaguey

Conhecida também como a cidade das igrejas, Camaguey foi fundada em 1515 e tem preservada arquitetura em estilo neo-clássico. A vida cultural é intensa e o centro histórico merece atenção do visitante, não apenas por sua riqueza, mas também por seu formato labiríntico. São alamedas, becos, bifurcações e praças cercadas por construções baixas, de dois andares a maioria delas, e quase todas com pátios internos. Uma boa dica é almoçar em algum dos Paladares, para conhecer também o interior dessas construções.

 

 

Pinar del Río

A província mais ocidental de Cuba tem geografía montanhosa e é destino ideal para quem aprecia o ecoturismo. O Valle de Viñales é o principal atrativo turístico da região e é o local certo para quem quer ver as plantações de tabaco e a fabricação – artesanal – de charutos. O conjunto de cavernas, algumas com inscrições pré-históricas, também entra na oferta turística da região

 

 

Cienfuegos

Uma das peculiaridades da cidade, que mantém viva certa atmosfera colonial, é que sua fundação foi realizada pelos franceses. E é o estilo neoclássico francês que pode ser conferido na arquitetura de Cienfuegos, em construções como o Teatro Terry ou o Palácio de Valle. Na região central da ilha, a cidade é conhecida como Pérola do Sul, por ter uma das baías mais lindas do Caribe.

 

Você sabia que…

… a campanha antiimperialista da revolução cubana está presente em toda a ilha? São cartazes, outdoors e propaganda política denunciando males considerados capitalistas e enaltecendo as conquistas do governo cubano.

… os cocotaxis são uma das melhores formas de locomoção em Havana? Eles são mais comuns pelos bairros de Habana Vieja, Vedado e pelo Malecón, mas sempre há algum estacionado na Praça da Revolução. São motos adaptadas que podem levar dois passageiros. Cobertas, as motos têm carroceria que imita um coco, por isso o nome.

… há três moedas em circulação em Cuba? Os pesos cubanos, os dólares americanos – ou euros, em Varadero –e os cucs. Os cucs são os “pesos convertibles”, moeda entregue aos turistas que trocam dólares ou euros. Os preços para turistas estão em cucs. Um mojito no La Bodeguita, por exemplo, sai por 4 cucs.

… a melhor opção é viajar para Cuba com euros? O dólar sofre uma defasagem de até 25% na troca, por isso vale a pena levar euros. Cuidado com os cartões de crédito, porque os emitidos por bancos americanos não são aceitos.

… Cuba tem pouco mais de 11 milhões de habitantes, 20% deles morando em Havana? Toda a ilha conta com mais de 250 museus, 70 teatros e seis lugares tombados pela Unesco como Patrimônios Culturais da Humanidade. Em Havana, além do centro histórico está também o sistema de fortalezas da cidade.

… os Paladares são restaurantes caseiros surgidos na década de 90, cujo nome vem do restaurante da personagem interpretada por Regina Duarte na novela brasileira Vale Tudo.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será divulgado.