Alemanha – Munique

 

 

 

Capital da Bavária desde 1503, Munique é hoje lembrada principalmente pela Oktoberfest que acontece todo ano entre o fim de setembro e o início de outubro, a maior festa folclórica da Alemanha. Comenta-se que os bávaros são os maiores consumidores de cerveja do mundo, com uma média anual de 240 litros da bebida por pessoa. Este alto número deve-se provavelmente à quantidade da bebida ingerida durante a Oktober, quando cerca de sete milhões de pessoas ocupam o Theresienwiese, a oeste do centro da cidade, para se divertir e beber muito. Mas Munique também é muito divertida durante o ano inteiro.

No verão, por exemplo, os Biergärten (jardins da cerveja), espalhados por toda a cidade, ficam completamente lotados. Neles pode-se saborear pratos típicos e conhecer a tradição da cerveja alemã. Não deixe de visitar a Hofbräuhaus. Fundada em 1585, é a cervejaria mais famosa do mundo e o lugar que todo o turista que chega a Bavária imagina encontrar. Um restaurante imenso com centenas de mesas e bancos de madeira, com garçons em roupas típicas, uma imensidão de canecos de um e meio litro de chopp, comidas saborosas e, é claro, uma bandinha que diverte os clientes com as tradicionais músicas alemãs. O preço dos pratos não é caro, mas uma caneca de um litro de cerveja, conhecida como Mass, custa seis euros e sessenta, o equivalente (em julho de 2003) a R$ 22,00.

A Marienplatz é uma das principais praças de Munique e pode ser o ponto de partida para quem deseja conhecer a cidade. No período medieval, ela abrigava os mercados de sal e de milho. Bem no centro fica a coluna de Santa Maria, de 1623. Em frente, a Neues Rathaus (a nova prefeitura), em estilo neogótico, é, sem dúvida, a construção mais imponente da praça. A fachada exibe vários governantes bávaros, figuras mitológicas e uns monstrengos assustadores. Na parte leste da praça, fica a Altes Rathaus (a antiga prefeitura), a Talbruktor (a maior torre da cidade erguida sobre o antigo portão de Munique, reconstruída em 1975, com base em fotografias do século 15) e o Spielzeugmuseum (o museu do brinquedo). Na Marienplatz, é possível ver as torres da Frauenkirche, a igreja é uma das maiores estruturas góticas do sul da Alemanha. A igreja teve de ser reconstruída depois da Segunda Guerra Mundial, devido aos bombardeios dos aliados.

Da praça, parte a Kaufingerstrasse que depois de mudar de nome leva o visitante até a Karlsplatz. Neste caminho, só para pedestres e ciclistas, ficam dezenas de lojas, restaurantes e cafés. Seguindo ainda se chega a Hauptbahnhof, a estação central de Munique.

Os reis bávaros viviam na Residenz, um castelo que remonta o século 14. O castelo abriga museus, um belíssimo teatro e capela. A Residenz é aberta à visitação. Numa das laterais da antiga residência real fica o Hofgarden, um belíssimo jardim onde freqüentemente estudantes de música fazem recitais para o público em troca de algumas moedas de euro. Um pouco afastado do centro da cidade fica o Schloss Nymphenburg, construído para ser o palácio de verão dos Wittelsbachs. Suntuosos salões ricamente decorados em estilo rococó e jardins com lagos não faltam. No castelo, existe ainda uma exposição de carruagens. Ao norte do palácio fica o jardim botânico.

Munique também reserva ao visitante uma gama de museus, entre eles o Bayerisches Nationalmuseu (Museu Nacional da Baviera, fundado em 1855, com um grande acervo de obras decorativas e folclóricas) e o Deutsches Museum, que completa 100 anos. Este museu tem fama de ser o maior do mundo voltado para a ciência e tecnologia.

O Englischer Garten é um parque que fica perto do centro da cidade, criado a partir da idéia de um conde: Von Rumford. Inaugurado em 1808, o parque tem uma área de cinco mil metros quadrados e é um lugar perfeito para caminhar, correr e relaxar. Aqui funcionam também três “biergärten” (jardins de cerveja) que abrem preferencialmente no verão. O mais movimentado em Munique é o da Torre Chinesa.

Afastado do centro fica o Olympiapark, um complexo construído para os Jogos Olímpicos de 1972. A estrutura conta com três grandes áreas para a prática de esportes, todas com cobertura transparente. Além disso, existe ainda pista de skate, trilhas para bicicletas, quadras de tênis. Durante o verão, o lugar é sede de vários eventos como espetáculos de música e festas.

O lado negro da história de Munique (os próprios alemães o chamam assim) foi o nascimento do nazismo que ocorreu aqui em 1919, com Adolf Hitler. Um passeio leva o visitante até os locais onde ocorreram as primeiras e principais reuniões do partido nazista e seus comícios suntuosos.

O posto de informações turísticas fica na Marienplatz e os mapas de Munique em vários idiomas custam trinta centavos de euro.

 

Utilidade

Clima

Localizada mais ao sul da Alemanha, a cidade de Munique tem clima temperado. A temperatura média no inverno chega aos -2ºC, enquanto no verão ela sobe para 17ºC.

Moeda

A moeda utilizada é o EURO.

Idioma

O idioma oficial é o alemão

Eletricidade

A rede elétrica na Alemanha obedece ao sistema de voltagem de 220V, com 50 Hz, exceto no banheiro de alguns hotéis, que também possuem tomadas de 110V.

Horários

A Alemanha utiliza o fuso horário da Europa Central (GMT mais uma hora). O horário de verão vai do último domingo de março até o último domingo de outubro. Em horário normal, a diferença para o Brasil é de + 4 horas.

Bancos

O horário da maioria dos bancos não é muito conveniente: abrem das 9h às 15h30 e fecham para almoço entre 12h e 13h.Uma vez por semana funciona até as 18h.

Aeroporto

O Aeroporto de Munique é o segundo maior aeroporto da Alemanha, perdendo somente para o de Frankfurt. O Terminal estende-se ao longo de um eixo. Por isso, se precisar mudar de avião, você terá que andar muito por um corredor.

Telefones

Ligar para Munique: 00+código da operadora+49+89+número local

Alfândega

O turista que comprar qualquer mercadoria na Alemanha poderá ser reembolsado do imposto sobre o valor agregado (Mehrwaertsteuer), que é pago de acordo com a lei alemã.
Para isso, no ato da compra você precisa comprovar que reside no Brasil. Outra opção é o Tax  Free – você recebe o dinheiro dos impostos que pagou nas compras quando sair do país. Solicite na loja o formulário do Tax Free com os produtos que comprou, o valor pago e o cupom fiscal. O documento e os produtos comprados devem ser apresentados no aeroporto, na hora de voltar ao Brasil.

 

Principais Atrações Turísticas

A Praça Marienplatz

Esta praça tem sido o coração da cidade desde sua fundação. Era originalmente a praça do mercado, sendo usada ocasionalmente para torneios, na Idade Média. Conhecida como a “sala de visitas” de Munique, a praça é dominada pelo prédio neo-gótico da Prefeitura.
A Praça Marienplatz é freqüentemente utilizada para eventos festivos e políticos. Durante o Carnaval (“Fasching”) é o centro das diversões, e na época de Natal abriga o tradicional Mercado Natalino de Munique.

Frauenkirche – Igreja de Nossa Senhora

Construída entre 1468 e 1488, a Igreja de Nossa Senhora é o símbolo da cidade e impressiona os visitantes com suas duas torres de 99 m. de altura. Do alto, pode-se desfrutar de uma maravilhosa vista de Munique e dos Alpes próximos.

Viktualienmarkt

Desde 1807, o maior mercado de produtos agrícolas de Munique atrai os compradores e amantes da boa mesa, com sua enorme oferta de frutas, verduras, queijos, salsichas, nozes, conservas, especiarias, carnes e peixes, pães, vinhos, etc. No verão, é um bom lugar para se desfrutar de uma cerveja e de uma refeição ao ar livre.

Nymphenburg Palace

Suntuoso palácio barroco, era a residência de verão dos Príncipes Eleitores de Munique, sendo agora um museu.
Sua luxuosa decoração e a muito admirada “Galeria das Beldades”, seu parque com árvores seculares e canais, sua coleção de porcelanas e seu Museu da Humanidade e da Natureza fizeram com que se tornasse uma das atrações mais visitadas de Munique.

Nas proximidades, encontra-se o Jardim Botânico.

Olympiapark

Os 3 km.² do Parque Olímpico, construído em 1972 para os vigésimos Jogos Olímpicos, são palco de vários eventos ao longo do ano. No Estádio Olímpico, no Pavilhão Olímpico e em toda a área há eventos culturais e de entretenimento, como o Festival de Verão, em agosto, e o Festival Tollwood de artes e artesanato.

Os pavilhões em forma de tendas gigantes e a torre de 290 m. de altura são símbolos de modernidade.
Nas proximidades, encontra-se o Museu BMW, bem como o impressionante prédio, em forma de quatro cilindros, da matriz da empresa.

Shopping

Nenhuma visita à cidade é completa sem uma visita às lojas e centros de compras. Neste item, Munique compete em pé de igualdade com qualquer outra metrópole européia ou mundial.

A alta costura e as lojas de grife podem ser encontradas na Maximilianstrasse, na Theatinerstrasse, na Residenzstrasse e na Brienner Strasse (Strasse = Rua).

Além das lojas de departamentos e das lojas de cadeias internacionais na área de pedestres no centro da cidade, há butiques e galerias comerciais em bairros como Gärtnerplatz e Glockenplatz, Haidhausen ou Schwabing.

Muitas lojas se especializam em artigos específicos, tais como luvas, velas, artesanato em madeira, artigos esportivos, chá, sapatos, jóias, discos, suvenires, roupas típicas, artigos de tabacaria, utilidades para o lar, obras de arte, etc. Merecem menção especial as lojas de alta gastronomia, como Dallmayr ou Käfer.

No centro da cidade, no calçadão que une a praça Marienplatz à praça Karlsplatz, (ruas Neuhauser Strasse e Kaufingerstrasse, até o Karlstor, portão medieval da cidade) há uma concentração de lojas de departamentos.

Ao redor do Viktualienmarkt, por sua vez, encontram-se inúmeras lojas de pequeno porte, oferecendo antiguidades, jóias, moda e alta costura, mobiliário e decoração, artigos de couro, relógios e chocolates finos.

Outros pontos de Interesse

Há muitos outros locais em Munique ou em seus arredores que valem uma visita ou um passeio: o Planetário, o Zoológico Hellabrun, o Jardim Botânico, os jardins “Englischer Garten”, o bairro boêmio e universitário de Schwabing, a cervejaria Hofbräuhaus, a Residência Real, o Teatro Nacional (Ópera), os vários museus (principalmente o Deutsches Museum, um verdadeiro templo de ciência e tecnologia), as três pinacotecas… e muito, muito mais.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será divulgado.