FEIRAS DE ARTES IMPERDÍVEIS EM 2018

Este ano tem oferecido bons frutos as galerias de arte da Europa e Estados Unidos que estão com ótimas exposições. Seja você colecionador ou um bom apreciador de belas artes, o que não irá faltar são opções nas feiras e bienais para todos os gostos, desde objetos, a quadros e joias. Vem com a gente e veja o que de melhor vai acontecer neste período.

Trabalho feito por Gerrit Benner que estará na exposição de PAN Amsterdam
HERFSTBOS

Trabalho feito por Karel Appel que estará na exposição de PAN Amsterdam
QUATRE TÊTES

 

BERLIN ART WEEK

Berlim, Alemanha de 26 a 30 setembro

Site oficial: berlinartweek.de

Conhecida como sendo o coração da arte mundial, a capital da Alemanha é ligeiramente ocupada no começo do outono por suas belas artes. Na Berlin Art Week, mais de 150 aberturas, festivais de filme, eventos em galerias e museus movimentam o mercado dos novos talentos.

 

BERLIN BIENNALE

Berlim, Alemanha de 9 junho a 9 setembro

Site oficial: bb10.berlinbiennale.de

A 10ª Bienal de Berlim para a Arte Contemporânea, acontece em vários lugares da cidade, é a combinação de trabalhos de jovens talentos alemães e estrangeiros. No ano passado contou com obras de 120 artistas.

 

DESIGN MIAMI/BASEL

Miami, Estados Unidos de 12 a 17 junho

Site oficial: basel2018.designmiami.com

Esta feira acontece paralelo à Art Basel na cidade suíça, reunindo cerca de 50 galerias internacionais, que representam designers, fábricas e mobiliário. É perfeito para arremeter-se no trabalho de jovens profissionais do design.

 

INTERIOR DESIGN SHOW

Vancouver, Canadá de 28 setembro a 1 outubro

Site oficial: interiordesignshow.com

Contando com duas edições por ano, o Interior Design Show é um espetáculo a parte para quem deseja conhecer os mais novos e inovadores produtos de design e decoração.

 

PAN Amsterdam

Amsterdã, Holanda de 18 a 25 novembro

Site oficial: pan.nl

Para os que amam antiguidades esta é uma excelente opção, podendo observar ou colecionar pinturas e esculturas do século XVI, e cerâmicas art déco do século XVII. A maior parte destes objetos vem dos Países Baixos, mas também é possível encontrar peças gregas e asiáticas.